PWA World Tour termina na Alemanha

Formado por Biel e Marcilio Browne e por Mateus Isaac (foto), time brasileiro obteve bons resultados, mas acabou fora dos pódios da temporada

por Lucas Conejero, 21/10/2018
follow

Organizado pela Professional Windsurfers Association (PWA), o Circuito Mundial de Windsurf 2018 terminou neste mês de outubro com o encerramento da Mercedes-Bens World Cup Sylt na Alemanha.

Formado por Biel Browne (Slalom) e Mateus Isaac (Slalom e Foil) e por Marcilio Browne na Wave, o time brasileiro obteve bons resultados em algumas etapas, mas infelizmente acabou fora dos pódios da temporada.

Campeão da etapa coreana, Isaac foi o destaque e finalizou o ano na quinta posição da categoria Foil Man, estreante no circuito, e na nona colocação da categoria Slalom. Biel não foi bem e amargou uma trigésima terceira colocação da Slalom.

Já Marcilio, lendário Brawzinho, bicampeão mundial (2007 / 2013), também representou e finalizou a temporada na quinta colocação.

PWA World Tour

Circuito único composto por etapas das diferentes categorias durante o ano, o Mundial de Windsurf é organizado pela PWA.

As categorias em disputa são Wave, Freestyle, Slalom e Foil. A Wave é o windsurf nas ondas, onde contam manobras na parede e aéreos.

O Freestyle é disputado no “flat” e contam as manobras aéreas que os atletas mandam nas pequenas marolas de vento.

Já o Slalom é a categoria de corrida, uma das mais rápidas da vela, com velejadores chegando a mais de 70km/h durante as regatas.

Confira o ranking final de cada uma das categorias no site da PWA.