Caçador da barca perdida

Gabriel Novis vence o Festival Almasurf de Cinema com o curta Isla de los Búfalos; Confira a entrevista com o diretor

por Lucas Conejero, 28/02/2019
follow

Expoente da nova geração do audiovisual brasileiro, Gabriel Novis, diretor do curta Isla de Los Búfalos, vencedor do Festival Almasurf de Cinema, bateu um papo com a equipe da Almasurf.

Na entrevista, o diretor contou como surgiu a ideia para o filme, revelou ter se inspirado em Robson Crusoe e Indiana Jones e avaliou a importância do evento para os produtores de conteúdo no Brasil.

O curta tem como protagonista o paulista Victor Bernardo e narra a história de exploradores que ao invés de tesouros, encontram búfalos e um surfista de alta performance em uma ilha isolada na Indonésia.

AS Conte um pouco sobre o Isla, puta viagem animal, ideia incrível, e ainda com o Victor como protagonista, que é um surfista completo, cheio de estilo e atitude.

GN Cara, o Isla de Los Bufalos tem uma história interessante. A gente estava lá na Indonésia meio desanimado de fazer filme de surf. Queria um contexto diferente e não conseguia achar. Mas naquele momento, estava vendo filmes antigos. Vi Robson Cruzoé, Indiana Jones e nessa vibe caiu a ficha. Então lembrei desse lugar no norte da Sumatra. Tinha ido ano passado e explorado o pico, mas não todo o potencial e todos os points. Comecei a pensar em um tema e o primeiro cara que veio na cabeça para ser o personagem foi o Victor, que além de ser um surfista completo, tem um estilo bem legal e combinava com a linguagem do filme. Enfim, estava nessa onda de fazer um filme com essa pegada de exploração, um lance diferente para filme de surf.

AS E a história tem bem essa pegada mesmo…

GN Sim. A história conta sobre exploradores que iriam procurar ouro e tesouros numa ilha. Quando chegaram, a região estava tomada por búfalos e havia um menino local, com incrível conexão com o oceano. Gravamos em várias oportunidades só com o Victor na água e a trilha sonora original deu bastante “cara” para o filme, foi super importante.

AS Esse é o primeiro Festival Almasurf de Cinema e vimos que ele foi muito bem recebido pela galera do audiovisual do segmento. Qual a importância desse tipo de evento para vocês produtores de conteúdo?

DN Já mandei material para o Festivalma quando ainda engatinhava como produtor de conteúdo, sempre achei muito animal o projeto da Almasurf, com grandes artistas, grandes bandas. É um dos eventos mais antigos e conceituados do Brasil. É importante porque mobiliza a gente para produzir sem pensar exclusivamente na internet, onde tudo é descartável, vai e vem muito rápido. Vencer um evento desses, com a galera vendo seu filme no telão, não tem preço.

AS Comente sobre a vitória. Como foi para você vencer o Festival Almasurf de Cinema?

DN Fiquei amarradão com a vitória, não achei que fosse ganhar. Foi uma surpresa e ainda rendeu uma graninha que vai me ajudar a bancar as produções de surf. Dividi o prêmio com a minha namorada, esse é um projeto que fizemos juntos. Estou feliz pra caramba, muito obrigado, espero que o Festival Almasurf de Cinema cresça cada vez mais.