Brasil domina o pódio Feminino do SLS de Londres

Das quatro primeiras colocadas da etapa londrina da Street League Skateboarding, que faz parte do ciclo olímpico, três foram brasileiras

por Redação Almasurf, 27/05/2019
follow

O último domingo (26) foi um dia histórico para o skate brasileiro da categoria olímpica Street. Das quatro primeiras colocadas da etapa londrina da Street League Skateboarding (SLS), que faz parte do ciclo olímpico, três foram brasileiras.

Pâmela Rosa quebrou e ficou com o título do evento. Rayssa Leal, a Fadinha, garantiu a terceira posição. Detalhe, ela tem apenas 11 anos. Já a legend Letícia Bufoni também deu show e conquistou uma excelente quarta colocação.

Entre os homens, destaque para Kevin Hoefler, quarto colocado. O título ficou com a lenda viva Nyjah Huston. O norte-americano conquistou nada menos que 36 etapas na história do circuito.

A seleção brasileira no campeonato foi selecionada a partir dos seguintes critérios: o ranking brasileiro de 2018 do circuito Skate Total Urbe e as três “livre indicações” da Confederação Brasileira de Skate.

A próxima etapa do circuito rola em Los Angeles, Califórnia, nos dias 27 e 28 de julho. A decisão acontece na Cidade do México, entre os dias 18 e 22 de setembro.

Skate Olímpico

Os critérios estabelecidos pelo Comitê Olímpico Internacional permitem que até 12 skatistas brasileiros participem das Olimpíadas de Tóquio 2020: três no Park Feminino, três no Park Masculino, três no Street Feminino e três no Street Masculino.

O número de representantes brazucas estará diretamente vinculado ao resultado do nosso time no ciclo olímpico de eventos da World Skate. E serão duas “baterias” de eventos classificatórios. A primeira vai de 1 de janeiro a 15 de setembro de 2019. A segunda acontece de 16 de setembro de 2019 a 31 de maio de 2020.