ISA convoca seleções de surf

Saiu a lista de atletas convocados para o ISA World Surfing Games no Japão; Time Brasil masculino está fechado e o feminino aguarda confirmação

por Lucas Conejero, 11/06/2019
follow

A ISA (International Surf Association) divulgou na última segunda-feira (10) a lista de atletas convocados para representarem seus respectivos países no ISA World Surfing Games entre os dias 7 e 15 de setembro no Japão.

O evento faz parte do ciclo olímpico e a seleção brasileira de surf será composta pelos melhores atletas classificados no ranking de 2019 da WSL: Filipe Toledo, Gabriel Medina e Italo Ferreira no masculino; Tati West e Silvana Lima no feminino.

A terceira vaga do feminino ainda não está definida. De acordo com Adalvo Argolo, presidente da Confederação Brasileira de Surf, a última convocada pode ser definida durante a segunda etapa do Novo Surf, válida pelo Circuito Brasileiro de Surf Profissional 2019, que rola no litoral de São Paulo, ainda sem data e locais definidos.

“Buscamos uma disputa justa para essa terceira vaga. Em breve confirmaremos se a data da segunda etapa do Novo Surf será compatível com a logística necessária para a nomeação da terceira atleta do Feminino”, explica Argolo.

Ainda de acordo com o dirigente da entidade que representa o surf perante o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e o Comitê Olímpico Internacional (COI), a ideia é promover baterias especiais entre as quatro melhores atletas da atualidade. Quem se der bem nos confrontos fica com a vaga.

Participariam das disputas Tainá Hinckel, melhor brasileira no Pro Junior da WSL, Anne dos Santos, melhor brasileira no Qualifing Series da WSL, Taís Almeida, campeã da primeira etapa do Novo Surf no Ceará, e Karol Ribeiro, representante brasileira no Pan-Americano de Lima.

Surf Olímpico

O modelo anunciado pelas entidades envolvidas (COI e ISA) dá a oportunidade para os principais surfistas do mundo participarem do processo de seleção, limita a quantidade de atletas por países e mescla classificados pela WSL com classificados nos ISA World Surfing Games de 2019 e 2020.

De acordo com as regras, 20 homens e 20 mulheres disputarão as medalhas no Japão e cada país pode classificar no máximo dois competidores. O país anfitrião tem direito à uma vaga masculina e uma feminina.

Dezoito das quarenta vagas serão destinadas aos atletas da primeira divisão da WSL: dez homens e oito mulheres. As 22 vagas restantes serão ocupadas por classificados nos ISA World Surfing Games dos dois próximos anos.

Confira a ordem hierárquica de eventos divulgada pela ISA e pelo COI

1. Championship Tour 2019: primeiros dez homens elegíveis e as primeiras oito mulheres elegíveis.

2. ISA World Surfing Games 2020: quatro primeiros homens elegíveis e seis primeiras mulheres elegíveis.

3. ISA World Surfing Games 2019: quatro homens e quatro mulheres selecionadas por seu continente. Primeiro surfista elegível de cada gênero representando cada um dos continentes: África, Ásia, Europa e Oceania.

4. Jogos Pan-americanos de 2019: primeiro homem elegível e primeira mulher elegível nas competições de surfe.

5. Copa da nação anfitriã: Caso os japoneses não consigam qualificação dentro dos outros critérios, o primeiro homem e a primeira mulher elegível em uma competição nacional serão os representantes do país-sede.