Mostra SP de Fotografia começa na Vila Madalena

Com a poluição pelo plástico como tema, Mostra escolhe uma causa como fio condutor para as 27 exposições e ciclos de conversas

por Redação Almasurf, 04/07/2019
follow

Com a poluição pelo plástico como tema e curadoria assinada pelas fotógrafas Ivana Debértolis e Mônica Maia e pelo idealizador do projeto, Fernando Costa Netto (DOC Galeria), a Mostra SP de Fotografia começou na última quarta-feira (3) em um encontro na EBAC, Vila Madalena, zona oeste da capital.

Em sua nona edição, a Mostra entra em uma nova etapa ao escolher uma causa como fio condutor para as 27 exposições e ciclos de conversas que vão acontecer até o próximo dia 4 de agosto em vários pontos do bairro mais artsy da cidade.

Apresentadas em galerias, lojas, restaurantes, escritórios de arte e muros autorizados, as exposições, escolhidas a partir de uma convocatória e de uma extensa pesquisa dos curadores, buscam chamar a atenção do público sobre o impacto negativo do plástico no meio ambiente.

A participação da jornalista ambiental Paulina Chamorro como curadora especial do Ciclo de Conversas, que faz parte da programação paralela da Mostra, é um dos destaques desta edição, que terá o apoio institucional da Mares Limpos / ONU Meio Ambiente, da WWF, do Ecosurf, da Fundação Amazonas Sustentável, da Liga das Mulheres pelos Oceanos e da Grin.

“Vivemos um sistema de produção e descarte insano e não sustentável. Mais de 40% de todo o plástico produzido durante 150 anos foi usado uma única vez antes do descarte. São produzidas um milhão de garrafas plásticas por minuto, por exemplo. Cerca de 80% do lixo nos rios e mares têm origem nas cidades e correspondem ao lixo que não é coletado ou que não tem o destino correto. Ou seja, este é um debate urbano. Precisamos discutir circularidade, o consumo, a responsabilidade de todos. Este ano a Mostra também traz o Compromisso Mares Limpos para estabelecimentos da Vila Madalena. Queremos incentivar uma mudança de atitude voluntária em muitos locais do bairro”, diz Paulina.

Para Fernando Costa Netto, os números do impacto do plástico no meio ambiente são tão impressionantes que fazer um chamamento à fotografia brasileira foi uma decisão natural. “Vamos seguir usando os nossos canais para pressionar as empresas e denunciar”, avisa Fernando.

Entre os fotógrafos convidados, profissionais que usam também sua fotografia como instrumento de denúncia, estão: Alê Ruaro, Andréa Barreiro, Apu Gomes, Barbara Veiga, Cássio Vasconcellos, Coletivo Rolê, Cris Veit, Diego Nigro, Doug Monteiro, Eduardo Leal, Família Schürman, Henrique Tarricone, Justin Hofman/National Geographic, Kátia Carvalho, Levi Bianco, Luciano Candisani, Luisa Dörr, Luiza Sampaio, Marcos Piffer, Michele Roth, Nathalie Bohm, Raphael Alves, Renato Negrão, Renato Stockler, Rodrigo Koraicho, Rodrigo Tomzhinsky/FAS e Yan Boechat.

Serviço

9ª Mostra SP de Fotografia
De 3/7 a 4/8
Vila Madalena, São Paulo (SP)


PARAÍSOS PLASTIFICADOS
Fernando de Noronha vista pela lupa do lixo plástico revela que nem os paraísos estão livres.
Data: 05/07
Local: Civi.Co
Convidados: Michele Roth, Luiza Sampaio e Doug Monteiro (fotógrafos ativistas de Fernando de Noronha)


VOZ DOS OCEANOS
A nova aventura da Família Schurmann, que há mais de três décadas viaja pelos mares do mundo.
Data: 10/07
Local: Civi.Co
Convidados: Família Schurmann


RIOS – ESPELHOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA
Assim como os mares, nem os rios brasileiros estão livres da contaminação plástica. Nessa mesa, vamos ouvir o ativista Eduardo Srur contando sobre outras formas de abordar o tema, o fotógrafo Carlos Alkmim e seu olhar para os rios paulistas, além das ONGs que trabalham diretamente com rios no Brasil: SOS Mata Atlântica, que há décadas tem o projeto “Rede das Águas”, e FAS (Fundação Amazonas Sustentável), que participa da campanha “Mares Limpos” com o projeto fotográfico “Rios Limpos”, da ONU Meio Ambiente.
Data:12/07
Local: a definir
Convidados: Malu Ribeiro, coordenadora da Rede das Águas da SOS Mata Atlântica; Eduardo Srur; FAZ; Carlos Alkim, fotógrafo

CAMINHADA RIOS E RUAS
Um passeio ao longo do leito do Rio Verde, que corta a Vila Madalena sob o asfalto, promove o reconhecimento da nossa cidade, conscientiza e aguça a nossa imaginação. A caminhada será conduzida pelos especialistas em hidrografia paulista, o arquiteto José Bueno e o geógrafo Luiz de Campos Júnior, pelos curadores Paulina Chamorro e Fernando Costa Netto.
Data: 13/07, a partir das 10h30
Local: Saída do Bar do Beco, R. Aspicuelta, 17


PRAIAS E O PLÁSTICO – UMA CHAMADA PARA AÇÃO
Itens plásticos são os principais objetos encontrados em mutirões de limpeza de praias pelo mundo. No Brasil não é diferente. Nessa mesa, vamos conhecer a campanha global da ONU Meio Ambiente, “Mares Limpos”, e da Ecosurf, um dos mais reconhecidos projetos de limpeza de praia do país.
Data: 20/07
Local: a definir
Convidados: João Malavolta, da Ecosurf; representante da campanha “Mares Limpos” da ONU Meio Ambiente; Gabriela Otero, representante Abrelpe; Representante ABRE - Associação de Embalagens


ECONOMIA CIRCULAR E OUTRAS SOLUÇÕES PARA AS CIDADES
Trabalhar com soluções frente ao problema do lixo plástico nas cidades passa pela economia circular. Vamos conhecer a origem dessa nova forma de pensar resíduos e de que forma São Paulo está enfrentando o problema.
Data: 18/07
Local: EBAC
Convidados: Guilherme Brammer, da Boomera; Daniela Lerario, da Triciclos, Thaide, artista


PLÁSTICO PELO MUNDO
A WWF-Brasil apresenta os dados do seu principal relatório sobre o plástico no mundo e uma conversa entre a jornalista Paulina Chamorro e o premiado fotógrafo da National Geographic Luciano Candisani.
Data: 25/07
Local: EBAC
Convidados: Luciano Candisani; Anna Carolina Lobo, gerente do programa Mata Atlântica & Marinho do WWF-Brasil

LOCAIS EXPOSITIVOS

Floricultura A Bela do Dia, sorveteria Pinguina, restaurante Banana Verde, lojas Arteira, basico.com, Fernanda Yamamoto, Flávia Aranha, Juliana Bicudo, Prototype e Uma, mercado Casa Orgânico, mecânica Tório, livraria Casa Plana, espaços Civi-co, Chá de Rabiscos e Casulo Colab, Ecoótica, doceria Bolo da Madre, Centro Articular, bares Bar do Beco e Cazu, DOC Galeria, EBAC - Escola Britânica de Artes Criativas, entre outros espaços como tapumes e muros.