ISA e FADEN desenvolvem o surf em Angola

Iniciativa busca apoiar os trabalhos de inclusão pelo esporte no país, criar oportunidades aos surfistas locais e promover a sustentabilidade

por Redação Almasurf, 24/10/2019
follow

A International Surfing Association (ISA) anunciou nesta quinta-feira (24) a conclusão bem-sucedida de um programa de desenvolvimento em Angola organizado pela Federação Angolana de Esportes Aquáticos (FADEN) com apoio da Solidariedade Olímpica, estrutura criada pelo Comitê Olímpico Internacional para promover assistência aos Comitês Olímpicos do mundo todo.
 
O programa de desenvolvimento de surf contou com os cursos de especialização da entidade e lançou as bases para um mundo melhor através do surf, impactando todo o espectro do desenvolvimento da modalidade no país, incluindo ações voltadas aos iniciantes, ao turismo de surf e ao desenvolvimento competitivo dos atletas locais.
 
"Em Angola, estamos nos primeiros passos no surf e esse programa é muito importante para construirmos uma base sólida para o crescimento da modalidade. A comunidade local estava ansiosa para aprender e este programa os equipou com habilidades e técnicas importantes para avançar e fazer as coisas acontecerem. Agora elas são embaixadoras e modelos para o futuro do surf em Angola. Agradecemos o apoio da FADEN e da Solidariedade Olímpica para tornar esse programa uma realidade”, comemorou Marcelino Barros, vice-presidente da FADEN.

Já a ISA, em nota divulgada à imprensa, ressalta que a parceria com a FADEN busca apoiar o trabalho de desenvolvimento dos surfistas locais e os projetos sociais de inclusão pelo esporte em Angola, criando oportunidades de maneira positiva e sustentável.
 
O Programa
 
O programa de desenvolvimento da ISA na região começou com o Curso de Segurança da Água do ISA / ILS, de imensa importância para equipar a comunidade local com conhecimentos e técnicas essenciais de segurança na água. O objetivo é aumentar a conscientização e prevenção de afogamentos.

Apresentado a mais de 1,3 mil instrutores em 26 países até o momento, o curso é resultado de uma parceria estratégica com a Federação Internacional de Salvamento e busca promover a segurança dos atletas na água.
 
Além do curso de segurança na água, o Curso de Instrutor ISA Surf Level One foi oferecido a um grupo de 18 professores. Outro curso oferecido foi o do projeto Vanderful Seeds of Hope, que ensina as comunidades africanas locais a produzirem pranchas de madeira e cera orgânica a partir de materiais de origem local. Ambos os projetos chegam para ampliar as oportunidades profissionais dos participantes.
 
Ministrado na capital Luanda durante um campeonato que serviu de modelo, o Curso de Julgamento e Oficina da ISA completou o programa. Juízes treinados e de qualidade são excelentes críticos para a progressão do surf competitivo, já que os atletas podem receber um feedback consistente sobre seu desempenho competitivo.

"Com o apoio da Solidariedade Olímpica, a ISA orgulha-se de continuar promovendo o desenvolvimento do surf em todos os cantos do mundo. Esses programas nos fornecem ferramentas para acessar as regiões mais negligenciadas e subdesenvolvidas, onde podemos plantar sementes para o surf crescer e propagar sua alegria”, comentou Fernando Aguerre, presidente da ISA.