Tomas Hermes finaliza em terceiro abertura da WSL

Filipe Toledo e Michael Rodrigues pararam nas quartas de final na Austrália.

por Redação Almasurf, 15/03/2018
follow

Válidos como primeira etapa da WSL 2018, o Quiksilver Pro e o Roxy Pro terminaram na madrugada desta quinta-feira em condições clássicas no pico de Kirra, Gold Coast, Austrália.

Julian Wilson e Lakey Peterson sagraram-se campeões. Entre os brasileiros, destaque para Tomas Hermes, terceiro colocado em sua estreia entre os melhores surfistas do mundo.

“Nunca tinha competido aqui. É difícil se posicionar, mas estou muito feliz em passar para as semifinais no meu primeiro campeonato”, comemorou o catarinense.

Outros destaques entre os onze brasileiros integrantes da elite do surf mundial foram Filipe Toledo e Michael Rodrigues, que pararam nas quartas de final.

Silvana Lima, única representante brasileira na WSL, finalizou o Roxy Pro em nono. 

Nota 10

Um estreante no circuito chamou atenção dos juízes, do público e de quem acompanhou a etapa pela internet e pela TV. Expoente da nova geração norte-americana, Griffin Colapinto apavorou.

Depois de excelentes apresentações, nas quartas de final, durante um duelo eletrizante com Michel Bourez, o jovem de apenas 19 anos tirou três tubos em uma única onda e arrancou dos juízes o primeiro dez unânime da temporada.

Nas semifinais, mesmo surfando bem, Griffin acabou barrado pela experiência de Julian Wilson.

Clique aqui e confira como ficou o Ranking Feminino depois da primeira etapa.

Clique aqui e confira como ficou o Ranking Masculino depois da primeira etapa.