COI e ISA divulgam critérios para Olimpíadas

Entidades anunciam como será qualificação dos surfistas para Tóquio 2020.

por Redação Almasurf, 18/03/2018
follow

O COI (Comitê Olímpico Internacional) e a ISA (International Surfing Association) anunciaram na última sexta-feira os critérios e detalhes para o sistema de qualificação de surfistas para as Olimpíadas de Tóquio em 2020.

O modelo anunciado pelas entidades dá oportunidade para que os principais surfistas do mundo participem do processo de seleção, limita a quantidade de atletas por países e mescla classificados pela WSL com classificados nos ISA World Surfing Games de 2019 e 2020.

De acordo com as regras, 20 homens e 20 mulheres disputarão as medalhas no Japão e cada país pode classificar no máximo dois atletas. O país anfitrião tem direito à uma vaga masculina e uma feminina.

Dezoito das quarenta vagas serão destinadas aos atletas da primeira divisão da WSL: dez homens e oito mulheres. As 22 vagas restantes serão ocupadas por classificados nos ISA World Surfing Games dos dois próximos anos.

Confira a ordem hierárquica de eventos divulgada pela ISA e pelo COI:

1. Championship Tour 2019: primeiros dez homens elegíveis e as primeiras oito mulheres elegíveis.
2. ISA World Surfing Games 2020: quatro primeiros homens elegíveis e seis primeiras mulheres elegíveis.
3. ISA World Surfing Games 2019: quatro homens e quatro mulheres selecionadas por seu continente. Primeiro surfista elegível de cada gênero representando cada um dos continentes: África, Ásia, Europa e Oceania.
4. Jogos Pan-americanos de 2019: primeiro homem elegível e primeira mulher elegível nas competições de surfe.
5. Copa da nação anfitriã: Caso os japoneses não consigam qualificação dentro dos outros critérios, o primeiro homem e a primeira mulher elegível em uma competição nacional serão os representantes do país-sede.

Clique aqui e confira o regulamento completo.

almasurfalmasurfalmasurfalmasurf