World Surf League se alinha ao movimento #MeToo

Recursos Humanos da entidade pediu cuidado aos fotógrafos e video makers.

por Redação Almasurf, 20/03/2018
follow

Conceituada revista australiana de surf, a Stab Magazine divulgou recentemente o alinhamento da World Surf League ao movimento mundial contra o assédio sexual batizado de #MeToo.

Segundo a publicação, o departamento de Recursos Humanos da WSL pediu cuidado aos fotógrafos e video makers que cobrem as baterias dos eventos femininos.

A orientação é proveniente de uma reunião ocorrida na Gold Coast e inibe a produção e divulgação de fotos ou passagens de vídeo com destaque nos glúteos das meninas, principalmente nas competidoras de biquini.

O encontro apresentou as atualizações sobre as regras e responsabilidades de todos os funcionários da WSL, cenário comum nas grandes empresas do mundo. 

Ainda de acordo com a Stab, há também uma instrução para que não se façam piadas inapropriadas sobre colegas ou atletas de qualquer gênero ou origem.

Vale lembrar que a World Surf League se uniu às empresas que corrigiram o equilíbrio de gênero entre seus principais quadros com a recente contratação de Sophie GoldSchmidt como CEO, primeira mulher a liderar a entidade desde o início do surf profissional.

 

almasurfalmasurfalmasurfalmasurf