Paulista Amador inclui categoria Sub 16 Feminino

Hang Loose Surf Attack promove mudança de olho na preparação das jovens atletas para as disputas por vagas nas Olimpíadas

por Lucas Conejero, 09/05/2018
follow

O Hang Loose Surf Attack, série de eventos válidos como Circuito Paulista de Surf Amador, completa 31 anos de história em 2018 com uma novidade: a inclusão da categoria Feminino Sub 16.

De acordo com os organizadores, a mudança chega para suprir uma lacuna nas categorias de base em um momento de preparação para a estreia do surf como esporte olímpico em Tóquio 2020.

Essa era uma antiga reivindicação de pais e Associações de Surf e a organização do circuito também decidiu atender outro pedido, ampliando de dois para três os dias de disputas das etapas.

A abertura da temporada acontece entre 18 e 20 de maio na praia de Itamambuca, Ubatuba. Em disputa, junto com a Feminino Sub 16, estão as categorias Masculinas: Sub 18, Sub 16, Sub 14, Sub 12 e Sub 10. 

“Um dos grandes desafios para quem organiza um campeonato de sucesso há três décadas é sempre trazer novidades e se reinventar”, diz Marcos Bukão, à frente da organização dos campeonatos desde a edição inicial.

Em 2018, o circuito terá quatro etapas. Os três melhores resultados definem os campeões individuais. Já na disputa por cidades, outra grande atração, serão somadas as pontuações de todos eventos.

Hang Loose Surf Attack

O Circuito Paulista Amador, popularmente conhecido como Hang Loose Surf Attack, cumpre um papel fundamental ao fomentar o surf de competição entre os jovens atletas do litoral do estado.

Não é à toa o fato de boa parte dos surfistas brasileiros presentes na WSL serem oriundos do litoral paulista, onde o apoio às categorias de base se dá com um circuito amador forte e tradicional, diretamente vinculado ao trabalho que cada uma das cidades da região desenvolve com sua garotada.

Os dois campeões mundias - Gabriel Medina e Adriano de Souza - levantaram seus primeiros canecos nas etapas do HLSA. Assim como Filipe Toledo, Wiggoly Dantas, Miguel Pupo e tantos outros.

“O Hang Loose é uma escola de competição na prática. Os melhores surfistas passaram pelo Circuito e continuamos sempre atraindo os principais nomes”, destaca o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério, também à frente do campeonato desde a sua criação.

 

almasurfalmasurfalmasurfalmasurf