Confederação Brasileira de Surf reage à MP 841

Entidade acusa governo federal de fazer um “gato fiscal” para transferir verbas do incentivo ao esporte para a segurança

por Redação Almasurf, 14/06/2018
follow

De acordo com o site O Antagonista, a Confederação Brasileira de Surf (CBS) estuda entrar com uma ação no STF para questionar a constitucionalidade da MP 841.

A Medida Provisória contestada direciona parte da arrecadação das loterias federais para o Fundo Nacional de Segurança Pública.

Ainda segundo o site, as entidades esportivas acusam o governo federal de fazer um “gato fiscal” para transferir verbas do incentivo ao esporte para a segurança.

Um levantamento recente da revista IstoÉ sobre o tema indica que aproximadamente R$ 300 milhões destinados ao Ministério dos Esportes serão remanejados pela MP.

“São esses recursos que garantem o acesso ao esporte no País e às políticas públicas. Não é investindo em bala e presídio que teremos mais segurança, o esporte é ferramenta de inclusão social”, declarou Louise Bezerra, diretora executiva da Atletas pelo Brasil à revista.

Principal potência mundial do surf, o Brasil é o país com a maior quantidade de atletas entre os tops da WSL. Das cinco etapas da liga já disputadas na temporada 2018, quatro foram vencidas por brasileiros.

Ano passado, o COI confirmou a estreia do surf nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e o Brasil é favoritíssimo para a conquista das medalhas.